Jeanne, a Francesa

Morreu Jeanne Moureau. Esta fez parte e vai fazer para sempre de minha memória cinematográfica, visual, amorosa… Dizer que eu a admirei é pouco. Não que tenha visto muitos filmes dela. Só Jules et Jim me bastaria. Em Joanna a Francesa, brasileiríssimo, dirigido por Cacá Diegues, com música de Chico Buarque, ela mais uma vez…

Voyage au Canada

No final dos anos 80, através de duas amigas, Sonia Terra e Eleonor Conill, eu comecei a prestar atenção no que acontecia no Canadá em matéria de saúde. Eu fazia mestrado na ENSP, tinha intenção de escrever uma dissertação sobre a construção do SUS, sendo que a experiência canadense, já com uma década de consolidação,…

Na velha Inglaterra

Assim como em 1970 e 1990, datas de viagens marcantes que fiz aos EUA e Canadá, em 1993 estive por quinze dias na Inglaterra, desta vez em missão de trabalho, pelo Ministério da Saúde. Se houve resultados práticos para o SUS desta viagem não sei ao certo, pois estávamos em época de troca de ministros…

Vaga, lembrança…

“Casuística” é palavra muito apreciada pelos médicos. Quando querem demonstrar sabedoria e, principalmente, exibir uma trajetória profissional marcada pela experiência, inflam o peito e logo proferem uma frase manjada: pois na minha casuística…

O SUS: entre o sonhado, o real e o possível.

Primeiramente, torna-se preciso distinguir e qualificar a diferença entre o que foi sonhado generosamente, aliás, pelos formuladores da reforma sanitária dos anos 80; daquilo que foi concebido mediante associação dos mesmos com outros atores políticos na sequência, em ambiente marcado por alguns “pecados originais”; do ente efetivamente construído nas quase três duas décadas de existência…