Saúde da Família no DF: empregos e atividades

 

De 2008 a 2013 pouca coisa mudou – mas quem sabe a ESF reverta isso?

De 2008 a 2013 pouca coisa mudou – mas quem sabe a ESF reverta isso?

Apresento um trabalho que tem tudo a ver com esta seção do veredasaude, realizado pelos colegas do Observatório de Recursos Humanos do NESP/UnB, no qual é feita a caracterização do processo de trabalho em Saúde da Família no DF, aspecto essencial para compreender a produção de bens e serviços de saúde, em diferentes contextos sociais. Isso significa desvendar a natureza dos agentes que participam dessa produção e das relações que estabelecem entre si e representa um passo indispensável para a introdução de inovações ou reorientações nos processos produtivos, especialmente nos serviços de saúde, cuja operação depende essencialmente da contribuição humana. O presente trabalho busca contribuir para o fortalecimento dessa estratégia adotada pelo SUS como eixo para a mudança no processo de produção dos serviços desse setor no País. O estudo faz parte da produção do Observatório de Recursos Humanos em Saúde, que conta com patrocínio do programa de cooperação OPAS/Ministério da Saúde.

Deseja saber mais? Então acesse Saúde da Família-DF: empregos e atividades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s