O homem nu

20david(Notícia de jornal: no sertão de Pernambuco, um homem vive nu, jamais aceitou vestir roupas. Escondido pela família, sem amigos e de temperamento esquisitão, se recusa a explicar seu comportamento, pedindo apenas aos repórteres que respeitem seu modo de ser)

Parece mentira contar,

mas li em jornal outro dia,

que um homem vivia pelado,

escutem só o que dizia:

– Vão zelar de suas vidas,

me deixem viver em paz,

de mim, deixa que eu cuido

dos outros, Deus cuidará.

Sempre viveu na caatinga,

era um homem diferente,

os outros que se cobrissem,

ele era nu, simplesmente.

Fosse verão ou inverno,

fizesse frio ou um bom sol,

– roupa? pinica na pele –

veste, se muito, um lençol.

– E a  vergonha, homem, cadê?

sempre que alguém indagava,

ele bravo, ensimesmado,

eis a resposta que dava:

– Vão zelar de suas vidas,

me deixem viver em paz,

de mim, deixa que eu cuido

dos outros, Deus cuidará

E mais dizia: a roupa

é somente exibição,

mostrando mais que escondendo

os vícios do coração.

Sou assim, é de nascença,

de meu pai levei castigo,

a família me escondeu,

nunca tive um bom amigo.

Acham que é fácil esta vida,

viver do mundo apartado?

Mas livre prossigo, é sina,

antes nu que acorrentado.

E o pobre pelado insistia

com seus algozes lá fora:

– respeitem, é minha vontade,

sozinho me larguem agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s