Quizás, quizás, quizás (uma paródia)

NAT KING COLESempre que eu te vejo
Buscando bem perto ou longe
Não vendo seu horizonte
De perder, perder, perder

E assim passam os dias

E eu te observando

E tu te desesperando

Sem outras garantias

Perder, perder, perder

Acho que perdes tempo

Em se vingar, pensando

Neste enorme contratempo

Até quando, até quando?

E assim se vão os dias

Eu aqui, quieto na minha

E tu, que só te definhas

Em perder, perder, perder

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s