Olim-piadas

OLIMPIADAS 2016Leio nos jornais que os analistas olímpicos especializados julgam notável o fato de que a Índia, com seus mais de um bilhão de almas, tenha um desempenho histórico pífio nas diversas olimpíadas realizadas até hoje.
Não faltam explicações dos tais especialistas: falta de tradição esportiva; adesão irrestrita do país a uma única modalidade esportiva o críquete (?); pobreza e divisões internas etc.
Eu que não sou analista e nem nada, arrisco meu palpite… Quem sabe a questão é de fundo cultural? Vai ver que os indianos, portadores que são de uma colossal bagagem espiritual, não valorizem coisinhas insignificantes, do tipo: chegar com alguns milissegundos de dianteira na corrida de cem metros ou na natação; pular dois centímetros a mais, graças a uma vara mais tecnológica que a do adversário; montar um cavalo inteligente, capaz de pulos magistrais; jogar uma bola ou um disco de ferro até certa distância; receber do júri alguns décimos de nota extra, por ter realizado uma performance acrobática de patinação no gelo, aliás, muito mais arte do que esporte e, portanto, não sujeita a notas… E assim por diante.
Para eles, talvez, subir no pódio seria algo risível, que só faria sentido se fosse no plano da espiritualidade. Fazer isso apenas por ter vencido uma reles disputa entre mortais… Por Buda e por Brahma, não tem nada a ver!
Olimpíadas… Dizem que é festa de congraçamento dos povos, rara oportunidade de a humanidade esquecer suas desavenças. Talvez pensassem assim os gregos antigos Mas o que se vê na atualidade são disputas políticas, jogos de vaidade, competitividade visceralmente exacerbada, oportunidade para ameaças e atos de terror e, principalmente, rolagem de dinheiro, muito dinheiro. Estão aí a Nike e a Adidas que não me deixam mentir. Ah, sim, sem esquecer das empreiteiras, das empresas de comunicação, de prestação de serviços de segurança, dos eternos políticos movidos a propinas.
O prefeito da ditosa cidade São Sebastião do Rio de Janeiro, Eduardo não-sei-das-quantas, prometeu cangurus nas vias olímpicas. Melhor seria convocar logo os Dragões do Apocalipse, além de algumas cavalgaduras para carregar sua digna progenitora para bem longe do epicentro da malandragem e da empulhação que se instalou na gloriosa Terra Carioca.
Olim-piadas, de muito mau gosto..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s