Alguma coisa eles têm em comum…

Cunha e Dilma caíram atirando na imprensa, para eles causa fundamental dos males que acabaram os levando à derrocada. Muito pouco falaram de seus próprios erros. Esses dois, aparentemente tão distantes um do outro (no final da história, pelo menos), trazem consigo uma verdadeira marca dos tempos atuais no Brasil, tão presente nas chamadas “redes sociais” (nem redes, nem sociais…): a de que é mais … Continuar lendo Alguma coisa eles têm em comum…

Respeito é bom (e a gente aprecia…)

Não votei em Dilma Rousseff nas duas únicas ocasiões que ela foi candidata em sua vida. Tampouco em seus adversários principais. Mas nem por isso devo ser acusado de partidário ou simpatizante dessa excrescência da política brasileira que atende pelo nome de Eduardo Cunha. Parece óbvio dizer isso, mas no estágio atual de polarização vulgar que se vê no Brasil torna-se declaração imprescindível para iniciar … Continuar lendo Respeito é bom (e a gente aprecia…)