Para onde vai o SUS?

Em setembro de 2013 tive a honra de participar como relator do CONASS DEBATE, segunda edição, que teve como tema a instigante pergunta: PARA ONDE VAI O SUS? O texto abaixo é de minha autoria, mas reflete as ilustradas exposições de renomados pensadores brasileiros da área de saúde convidados para o evento. A memória completa do evento, incluindo exposições e apresentações em power point, pode … Continuar lendo Para onde vai o SUS?

Dez propostas para o SUS tomar jeito…

As discussões sobre o SUS estão repletas de obviedades, de platitudes, de unanimidades e de triunfalismo. Assim, com este texto despretensioso, “pego o pião na unha” e me arrisco a fazer algumas propostas – dez,mais exatamente – para melhorar nosso sistema de saúde. Mas, atenção: eu disse DEZ PROPOSTAS e não DESPROPÓSITOS… Vamos lá? MODELO ASSISTENCIAL Vamos combinar? O modelo assistencial do SUS deve ser … Continuar lendo Dez propostas para o SUS tomar jeito…

Círculos Virtuosos e Boas Práticas em Saúde da Família

O presente texto é o capítulo final, de conclusões, de minha tese de doutorado apresentada á ENSP/FIOCRUZ em 2002, na qual realizei estudos de caso de experiências consideradas, à época, bem sucedidas na implementação da Estratégia de Saúde da Família (Curitiba-PR, Niterói-RJ, Vitória da Conquista-BA, Contagem e Ibiá-MG). Acho que as conclusões a que cheguei ainda estão valendo…   FATORES DE ACERTO, FATORES DE DESACERTO … Continuar lendo Círculos Virtuosos e Boas Práticas em Saúde da Família

Dona Cecília e a boa gestão em saúde

Na minha infância em Belo Horizonte, nos anos 1950, tive a chance de estudar em uma daquelas escolas-modelo. Pública, como convinha e ainda convém. Ali, cantávamos o Hino Nacional uma vez por semana, nossos uniformes eram fiscalizados até quanto à cor das meias (obrigatoriamente brancas!) e o polimento dos sapatos Vulcabrás. Qualquer deslize com os professores e colegas fazia com que fôssemos remetidos, de imediato, … Continuar lendo Dona Cecília e a boa gestão em saúde

Saúde da Família: é preciso equilibrar “músculos” e “inteligência”…

APRESENTO aos meus leitores entrevista que concedi recentemente (abril 2014) ao site rededepesquisaaps.org.br / da ABRASCO. 1)     No Fórum Saúde do Brasil, realizado no final de março em São Paulo , o ministro da saúde reforçou a importância de consolidar a Atenção Básica. Como você avalia o SUS e o crescimento da Atenção Primária no país? A APS, não se pode negar, vem crescendo muito … Continuar lendo Saúde da Família: é preciso equilibrar “músculos” e “inteligência”…

Saúde da Família: um “tipo ideal”

No segundo semestre de 2013 participei de um pesquisa do Observatório de Recursos Humanos do NESP (Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva) da Universidade de Brasília sobre os processos de trabalho das Equipes de Saúde da Família, analisando as respostas de cerca de duas centenas de profissionais de todo o Brasil através da metodologia Delphi de pesquisa. Com base nas informações produzidas, procurou-se responder à … Continuar lendo Saúde da Família: um “tipo ideal”

Na Saúde, para onde vai a classe média?

Em abril de 2013 tive a honra de ser relator de um evento promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (dos Estados) – CONASS, cujo tema foi “Saúde: para onde vai a nova classe média?”. O documento completo está disponível para todos no site http://www.conass.org.br, mas compartilho com meus leitores a síntese analítica do mesmo, que foi redigida por mim. Segue abaixo. Primeiro Seminário … Continuar lendo Na Saúde, para onde vai a classe média?

Nós participamos. Eles decidem?

  Toda vez que se fala em participação (ou como se quer no Brasil, “controle”) social surgem logo a dúvida se o que se obtém é de fato participação livre em decisões de governos e empresas ou apenas manipulação de incautos cidadãos. Não custa nada duvidar, sempre… Mas de toda forma quero dar meu testemunho que tem muita coisa boa nesta área – e alguma … Continuar lendo Nós participamos. Eles decidem?

Esculpindo o SUS a golpes de portaria…

Escrevi este texto no remoto ano de 2001. Se o faço circular hoje é porque vejo nele coisas que ainda estão no ar…  Falta de criatividade, por exemplo, dos que constroem o SUS, em Brasília, nos estados e municípios, nas Academias…       Não tenho, com este texto, a mínima pretensão de me arvorar de observador distante e neutro do SUS. Fujo conscientemente de … Continuar lendo Esculpindo o SUS a golpes de portaria…

«Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades…»: algumas reflexões sobre as práticas de saúde

A dengue, que tomarei de forma paradigmática neste pequeno ensaio, tem sido tratada na literatura como doença que, aparentemente banida do panorama sanitário, ressurge de forma impetuosa em anos recentes, colocando em cheque os sistemas de saúde de vários países do mundo, inclusive no Brasil. A mesma é, aliás, considerada atualmente uma verdadeira pandemia, já que algumas estimativas apontam que cerca de 50% da população … Continuar lendo «Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades…»: algumas reflexões sobre as práticas de saúde